São Luís retoma vacinação de idosos por faixa etária contra a Covid-19

Com a chegada de novas doses da vacina AstraZeneca (9.210 doses), a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, retomou nesta quinta-feira (25), a vacinação de idosos por faixa etária contra a Covid-19, seguindo o calendário de vacinação. Hoje, os idosos de 83 anos foram vacinados; nesta sexta (26), será a vez dos idosos de 82 anos; no sábado (27), os de 81 anos; e, na próxima segunda (1º/03), serão atendidos os idosos de 80 anos. A estimativa é que sejam vacinados mais de 6 mil idosos nessa etapa.

“É imprescindível que os idosos estejam cadastrados na plataforma Vacina São Luís, pois é por meio dela que podemos estimar a quantidade de idosos a serem vacinados por faixa etária e, assim, avançarmos em nosso cronograma de imunização”, ressalta o secretário municipal de saúde, Joel Nunes.

Simultaneamente, a Prefeitura está realizando a vacinação dos idosos acamados. Em média, 100 pessoas são vacinadas por dia.

Profissionais de saúde

Além dos idosos, os profissionais da Saúde continuam sendo vacinados com a segunda dose, para completar o ciclo de imunização. Os serviços para esse público estão sendo oferecidos no Centro Municipal de Vacinação (Multicenter Sebrae). O profissional precisa levar o cartão de vacinação e seu documento de identificação para receber a segunda dose do imunizante.

Flávio Dino afirma que não há previsão de mudança dos decretos em vigor

O governador Flávio Dino afirmou nas redes sociais que, por enquanto, não haverá mudanças nos protocolos que estão em vigor. Mas deixou a possibilidade que se houver de forma imprescindível, será de maneira gradual e com diálogo.

“Não há, até o presente momento, previsão de mudança de decretos ou protocolos relativos a atividades econômicas no Maranhão. Qualquer mudança, se e quando for imprescindível, será progressiva e antecedida de diálogo”, tuitou.

Como se sabe, o diálogo já está ocorrendo com a classe empresarial de eventos. A taxa de ocupação de leitos segue alta em algumas cidades do Maranhão e o governo tem reforçado a oferta de eleitos.

São Luís tem mais de 9 mil vacinados contra a covid-19

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide, divulgou neste domingo, 24, em seu Twitter, que a Prefeitura Municipal já vacinou cerca de 9.012 pessoas contra a covid-19.

“Nosso Centro Municipal de Vacinação reabre amanhã, de 8h às 17h. Amanhã (25) e terça (26) serão vacinados os profissionais de Saúde entre 40 e 59 anos. Seguimos firmes na missão de juntos vencermos a pandemia”, disse Eduardo em publicação.

Municípios maranhenses recebem doses da vacina contra o Covid-19

O Governo do Estado do Maranhão iniciou a distribuição de centenas de doses de vacinas para o combate ao Covid-19 nos municípios maranhenses. Os kits foram adquiridos pelo Governo Federal e entregues pela Secretaria de Estado de Saúde, por meio do Plano Estadual de Vacinação.

O Governador do Estado, Flávio Dino agradeceu os esforços dos milhares de profissionais que se dedicaram e cuidaram das pessoas durante a pandemia. “Viva o SUS. Celebramos a esperança. Pequenos raios de sol que permitem ter a certeza de que venceremos as trevas”, comemorou em suas redes sociais.

A entrega está sendo realizada por meio de uma gigantesca operação logística com o apoio do Centro Tático Aéreo, que desde da manhã desta terça-feira, 19, tem levado as vacinas a todas as regiões do Maranhão.

A Prefeitura Municipal de São Luís, capital do Maranhão, recebeu 26.572 doses das vacinas, além de luvas, seringas e agulhas. A vacinação no município será realizada no Centro de Vacinação, localizado no MultiCenter Sebrae. Inicialmente, serão vacinados os profissionais de saúde que atuam na linha de frente da pandemia, como urgência, emergência, UTIs e setores Covid-19 nos hospitais.

Os profissionais de saúde deverão dirigir-se ao centro com documentos de identificação e declaração de atuação fornecida pela direção da unidade de saúde. “Nesse primeiro momento teremos a capacidade de proteger mais de 13 mil pessoas”, informou a prefeitura.

O município de Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, recebeu nesta terça-feira, 19, o kit de vacina para os servidores da saúde e grupos prioritários.

O prefeito Assis Ramos destacou a parceria dos Governos Federal e Estadual. “Veio a esperança e a certeza que estamos prestes a conviver sem este mal. Estamos extremamente felizes em estar iniciando a vacinação em Imperatriz”, enfatizou.

Outra cidade que recebeu as doses foi Balsas. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as primeiras pessoas vacinadas foram os profissionais Maria Pastora dos Santos Ortegal e Maria Josina Gomes da Silva. Nos próximos dias, o órgão seguirá com o Plano de Imunização.

O prefeito da cidade, Erik Silva, que também é médico, comemorou a chegada das doses. “É apenas o início de uma campanha que será grandiosa e não mediremos esforços”, disse.

Os moradores de Santa Inês também poderão receber a vacinação nos próximos dias. A equipe da Prefeitura recebeu os kits com alegria. “Ela está entre nós. Vacina contra COVID chegou em Santa Inês. Momento de alegria e emoção”, disse o prefeito da cidade, Felipe dos Pneus.

Aos poucos, os 217 municípios maranhenses estão recebendo as doses de vacina contra o coronavírus. A logística está sendo organizada e efetivada pelo Governo Estadual que, além do imunizante, tem levado para as cidades os insumos necessários para a vacinação, como seringas e agulhas.

Começa a distribuição de doses de vacina contra a Covid-19 pelo Maranhão

Com a chegada das primeiras doses de vacina contra a Covid-19 ao Maranhão na noite dessa segunda-feira (18), o material começou a ser transportado para todos os municípios do Estado por três aviões, três helicópteros e 30 automóveis, por volta das 7h desta terça-feira (19).

O responsável pela distribuição dentro do Estado é o governo do Maranhão. Aos municípios cabe aplicar as vacinas. E o governo federal é o responsável por fornecer a vacina.

Ao Maranhão foram destinadas 123.040 doses da vacina CoronaVac, além de 41.200 já separadas para os indígenas do Estado, que totaliza 164.240 doses.

A estimativa é que a vacina esteja em todas as cidades do Maranhão até esta quarta-feira (20). São 2.124 salas de vacinação em todo o estado, sendo possível ampliar para 2.500.

Todo o transporte é acompanhado de escolta policial. A movimentação acontece em conjunto com o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil e o Centro Tático Aéreo.

Informações do G1

Maranhão começa a vacinar contra covid-19

O Maranhão deu início na noite desta segunda-feira (18) à vacinação contra o coronavírus no estado. Os primeiros vacinados foram cinco pessoas recebidas pelo governador Flávio Dino no Palácio dos Leões.

A técnica em enfermagem Egle Martins foi a primeira, em meio a muitos aplausos. Ela relembrou os momentos difíceis e sofridos, mas acrescentou ser “gratificante ter a oportunidade de ajudar o próximo, que é o bem maior que temos que fazer”.

Para Flávio Dino, esta “é uma grandiosa conquista, um grande passo, mesmo que falte muito. Mesmo que os raios de sol ainda despontem muito tênues no horizonte, eles existem”.

“Demos um grande passo. Tenho um oásis de alegria num imenso vale de lágrimas”, acrescentou o governador, fazendo uma referência às vítimas recentes em Manaus e ressaltando a importância do SUS (Sistema Único de Saúde).

Emocionado, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, que foi buscar a vacina em São Paulo, agradeceu a todos os profissionais da saúde “que nos permitiram chegar aqui”. Para ele, a vacina “é um mecanismo seguro e eficaz que vai nos permitir vencer a doença”.

As vacinas foram produzidas pelo Instituto Butantan e enviadas ao Maranhão pelo Ministério da Saúde. Foram enviadas 164.240 doses nesta etapa, sendo duas para cada pessoa.

As outras quatro pessoas vacinadas durante o evento no Palácio dos Leões foram a médica infectologista Conceição de Maria Pedroso e Silva de Azevedo, a enfermeira Sônia Maria Carvalho de Matos, o fisioterapeuta Henrique Lott Carvalho Novaes Sobrinho e a indígena da Aldeia Arariboia Fabiana Guajajara.

Tanto os profissionais da saúde quanto os indígenas estão incluídos nesta primeira etapa de vacinação.

A indígena Fabiana Guajajara cantou uma música no dialeto tupi em referência ao momento da imunização. “Vacinar é preciso para continuar existindo”, afirmou.

“A gente vê o SUS se agigantando, mostrando que é capaz para absorver todo esse atendimento. Hoje eu tenho um respeito muito maior pelo SUS”, disse a médica infectologista Conceição Pedroso.

Para o fisioterapeuta Henrique Lott, “um fio de esperança vem com essa vacina, o que vem agregar ainda mais a tantas lutas que nós, profissionais da saúde, fizemos. E valorizar os entes queridos que já perderam as vidas por causa do coronavírus”.

A enfermeira Sônia Matos ressalta que a vacina “é de suma importância” após tantas perdas de vidas. “Peço para todos se vacinarem”.

Governador Nunes Freire chega a 84 casos confirmados com covid-19

A Prefeitura de Governador Nunes Freire, por meio do boletim epidemiológico do município, atualizou o número de casos confirmados de coronavírus (Covid-19) até a noite desta terça-feira, 19.

Ao todo, são 84 pacientes infectados, desses, 28 já são considerados como recuperados da doença.

O boletim registra 308 casos suspeitos, sendo 45 descartados. E ainda 03 óbitos por complicações do novo vírus.

 

Boa Vista do Gurupi tem primeiro caso confirmado de coronavírus

O prefeito de Boa Vista do Gurupi, Antônio Batista confirmou neste domingo (03), em seu Facebook, o primeiro caso de coronavírus no município.

Trata-se de paciente com 31 anos de idade que está sob cuidado médico e em isolamento.

“Infelizmente mesmo com todo trabalho e esforços que estamos fazendo, acabamos de registrar o primeiro caso confirmado de covid-19 em Boa Vista do Gurupi”, disse Antônio.

Na nota, o chefe do executivo ainda alerta para a população respeitar as orientações da equipe da secretaria de saúde e manter o isolamento social.

URGENTE! Maracaçumé registra primeira morte por covid-19

A Secretaria de Saúde de Maracaçumé registrou nesta quinta-feira (30) o primeiro óbito em função de complicações causadas pelo novo coronavírus.

Trata-se de paciente do sexo feminino, 59 anos, que veio a óbito na tarde desta quinta-feira.

A secretaria confirma que a paciente já tinha comorbidades e, atualmente, estava internada em uma unidade de terapia intensiva para tratar a covid-19.

No município o quadro atual fica o seguinte:

1 caso confirmado

15 casos suspeitos

3 casos descartados

1 óbito

A SEMUS, de forma insistente, vem solicitando a população para que respeitem as orientações acerca do distanciamento social e de higienização.

Com informações do blog do Fernando

Maracaçumé tem primeiro caso confirmado do novo coronavírus

O município de Maracaçumé confirmou nesta quarta-feira (29) o primeiro caso positivo do novo coronavírus.

O paciente trata-se de uma pessoa de 54 anos, sem nenhuma doença pré-existente e que teve o diagnóstico confirmado nesta quarta-feira.

A Secretaria Municipal de Saúde afirmou ao blog do Fernando Nascimento que os sintomas apresentados pela paciente foram febre, dor de cabeça persistente e alteração de paladar.

Em isolamento domiciliar, a paciente está estável e segue em acompanhamento dos profissionais de saúde.

Ao todo, são 6 casos suspeitos, 3 casos descartados e 1 caso confirmado.

A exemplo dos outros municípios da região, Maracaçumé vive a falta de respeito ao isolamento social por grande parte da população.

“Essa confirmação reforça a importância do distanciamento social, do uso de máscaras, higienização adequada das mãos e o não compartilhamento de utensílios” afirmou a SEMUS.

No município também circulam notícias falsas sobre casos confirmados, todavia a situação tem sido tratada com extrema responsabilidade pela equipe da SEMUS e todos os casos estão sendo divulgados pela equipe.